sexta-feira, 21 de maio de 2010

Abraço via Photoshop

Os 10 carros mais feios do mundo - e outros 20 assustadores



Música de filme de terror para estas trinta assombrações do mundo automobilístico. A seguir, uma lista dos carros mais feios, ridículos, horrendos, grotescos, cômicos e que devem ter sido a causa da demissão de muitos projetistas e designers – para todo o sempre!

Nem o Lamborghini LM002 escapou desta seleção impiedosa. Modelos da Aston Martin, Kia, Nissan, Subaro e Ford também. Escolhemos até um representante nacional; considerem um bônus. O vídeo com a seleção completa feita pelo Tampa Sports Car Examiner está lá no final, mas vale a pena conhecer as 10 primeiras monstruosidades mais de perto:

10 – Suzuki X-90
A impressão de que falta algo neste Suzuki é uma constante. Onde está o restante do carro? Não à toda, o modelo só foi vendido entre 1996 e 1998. Para completar a desgraça, ele tinha um teto removível, uma espécie de teto solar avantajado ou um mamãe-quero-ser-um-cabriolé.

09 – Ford Edsel
Edsel Bryant Ford, um dos filhos do engenhoso Henry Ford, não poderia ter deixado seu nome em legado tão desastroso: o Ford Edsel, um carro ambicioso, inteiramente novo - e inteiramente feio. Sedã de duas ou quatro portas, perua, conversível... não teve jeito dele pegar. O filósofo Jan Deutsch o descreveu como “o carro errado na hora errada”.

08 – Tang Hau Detroit Fish
O peixinho chinês da Tang Hau é um crossover no mínimo feio. O nome Detroit Fish, de fato, significa algo: ele é um anfíbio e pode nadar. Ao que parece, George W. Bush, enquanto presidente, teria comprado um para o seu rancho, mas convenhamos que este peixe carro só serviria para ser transporte em um parque asiático da Pequena Sereia!

07 – Volkswagen Thing
Uma Brasília Hummer? Um isopor de cerveja com rodas? A “coisa” em questão foi fabricada pela Volks durante a Segunda Guerra Mundial para ser um carro de serviços leves do exército alemão. Depois da guerra, passou a ser fabricado para os americanos de 1969 a 1983.

06 – Lightburn Zeta Sports
Já ouviu falar de uma montadora australiana de carros chamada Lightburn? Claro que não! De 1963 a 1965 eles conseguiram empurrar um total de 400 coisas estranhas como esse sedã Zeta Sports. Um fraco motor de dois tempos de 20 cavalos, tração dianteira e apenas metade de marchas do que estamos acostumados faziam dele um esportivo nada esportivo.

05 – SsangYong Rodius
"O maior caixão funerário que já vi na vida” foram as melhores palavras que já escrevemos sobre este carro imperdoável. Dá uma olhada no “desabafo” inteiro do Juliano sobre o SsangYong Rodius.

04 – Pontiac Aztek
A proposta até que é boa: um SUV que realmente pode ir pra lama, com tração integral, capaz de carregar cargas pesadas, um som Pionner com 10 falantes. Mas é feio que dói. Foi o primeiro carro inteiramente projetado no computador com ferramentas rapid-prototyping/rapid-visualization. Acho que esses programas eram shareware!

03 – AMC Pacer
O designer chefe da AMC trabalhou durante quatro anos para chegar ao audacioso conceito compacto (meio sapo) do Pacer. A ideia era fazer um carro claramente voltado para o passageiro e não para quem o observa. Não tinha como ficar bonito. O interior é apertado, mas quatro pessoas vão bem - foi o primeiro carro pequeno e espaço dos Estados Unidos, e resistiu de 1975 a 1980 no mercado.

02 – Citröen Ami 6
Não se trata do carro de passeio do Darth Vader, mas sim da tentativa (inalcançada) da Citröen de criar um carro mais chique e espaçoso com a base do adorado 2CV, preservando boa parte de sua mecânica. Este é o lado negro do estilo francês, e tem como marca sua carroceria “torta”, com a traseira na diagonal, como no Mercury Monterey e Ford Anglia.

1 – Aurora
Criado em 1957, o Aurora deve ter sido a visão gelatinosa da época para o que seria o futuro, ou seja, o ano 2000 (felizmente escapamos destas profecias prateadas). A ideia era de construir um carro seguro, com opções de motorização de Chrysler, Cadillac ou Lincoln sobre um chassis de Buick. No fim das contas, 30 mil dólares foram gastos no protótipo, e a fábrica acabou falindo (graças a Deus).


Me mata de orgulho - Gurgel G-15, a feiúra brasileira
Aqui no Brasil nós também tivemos o nosso aborto automotivo! O Gurgel G-15 vinha em duas versões, caixote ou pseudo-picape! Era um carro extremamente funcional, é verdade. Podia carregar 1200 quilos e seu motor tinha 60 cavalos com autonomia aproximada de 750 km. Infelizmente também era extremamente feio - como o "tanque" do jogo antigo Out of This World.

Popout
[Examiner]
Fotos: divulgação/ MentalflossConsumerGuideAmi6freeNYTimesMicrocarMuseum

Encontre um ninja no print abaixo

Nietzsche For Speed

Foi a TIM que escalou a seleção?

quarta-feira, 19 de maio de 2010

De onde vieram esses perfumes?

Mercedes F800 funcionará com gasolina, eletricidade ou hidrogênio




Nós entramos em uma Mercedes F800 semana passada, o carro que vai oferecer três opções de combustível já em 2012. A Mercedes diz que o futuro é uma auto-estrada com três pistas, com carros usando gasolina, eletricidade e hidrogênio.

O híbrido F800 vai combinar um motor tradicional de gasolina usando tecnologia de injeção direta com um módulo híbrido, que pode ser ligado simplesmente plugando-o em uma estação de recarga. Espera-se que mais destas estações de recarga sejam construídas quando o protótipo chegar às ruas - mesmo nos EUA elas ainda são raras.



Enquanto isso, a versão F-Cell vai funcionar com hidrogênio armazenado em tanques localizados embaixo dos assentos, para dirigir usando energia elétrica e com zero de emissões locais de poluentes. A única emissão, na verdade, é vapor de água puro.



Além de profetizar a filosofia das três pistas, o F800 é, de muitas formas, uma forma esculpida do que virá da marca alemã. Ele é basicamente um sedã com motor de 3 litros, assim como seu predecessor (o F700), mas ele tem um estética aerodinâmica de carros de corrida, com um teto parecido com um coupé e portas traseiras que deslizam para abrir, permitindo aos passageiros que saiam do carro como membros menos elegantes do Esquadrão Classe A.

O belo visual mais burilado do F800 é graças ao novo chefe de design da Mercedes-Benz, Gorden Wagener, que descreve o design do F800 como "esportividade cultivada" em um dia de pré-estreia ocorrido recentemente em Londres.

Na verdade ele é mais longo e mais largo que os sedãs de alto nível em geral, para acomodar as duas configurações alternativas de motores, mas inovações dentro do carro ajudaram a reduzir o peso do veículo. Os assentos são cobertos com madeira real e couro perfurado, mas eles cobrem um esqueleto de plástico leve e mínimo. O piso do carro agora é uma só peça de metal, em vez do design sanduíche pesado e caro.

A versão híbrida do F800 movida a energia elétrica não deve aparecer nos showrooms antes de 2012, e a versão F-Cell (movida a hidrogênio) deve chegar depois dela. Os preços devem começar em 30.000 libras (US$43.000) para o híbrido e ainda mais para a F-Cell, segundo a Mercedes. Mas se o F800 prova uma coisa, é que dá para se preocupar com o ambiente e ainda dirigir uma bela Mercedes. [Mercedes]

        

Por que será que algumas pessoas não gostam de donos de SUVs?


SUV folgado

Há muitas razões pelas quais alguns se aborrecem com motoristas de SUVs. Se esparramar pela vaga como um adulto em um berço é uma delas, como podemos ver com o Suburban branco na foto.

O Expedition cinza ocupando quatro espaços? Tem alguma palavra melhor que folgado?

FOME


Ele só queria ficar bem alimentado…

E agora pra sair?

Álbum da Copa atualizado

terça-feira, 18 de maio de 2010

Uma Cidade de Grampos


Haja paciência! Fazer uma cidade inteirinha com grampos de grampeadores. Pelo menos a maioria deles já vem tudo grudadinho uns aos outros :D
Popout

As Emoções Expressadas Pelos Animais

freaking_awesome_animal_640_57