quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Tirande leite? De vaca? Sem comentários


Prêmio "Segurança no Trabalho"


Qual posição te dá mais prazer?

.

WHY, Oculus e Infinitas: 3 Iates do futuro


Posted by Monica Lemos | Posted in Arquitetura/Design | Posted on 06-01-2010

Iate WHY
WHY (Wally Hermès Yatchs) com o seu design invulgar, baseia-se em dois elementos chave: sustentabilidade e espaço criando uma nova forma de se viver no mar.
Desenhado a pensar no espaço e na luz. A sua forma singular respeita o meio ambiente e o oceano, proporcionando ainda uma experiência inovadora na vida em alto mar. Entre as tecnologias de ponta utilizadas encontram-se painéis fotovoltaicos com armazenamento de energia, baterias de última geração e um sistema de recuperação de energia termal. Traduzindo em números dá origem a uma produção de energia renovável de 500kW/h/dia, poupando cerca de 160 000 litros de combustível por ano.
why-yacht-hermes-1
why-yacht-hermes-2
why-yacht-hermes-3
O outro elemento chave desta autêntica ilha flutuante é a sua área de cerca de 3400 metros quadrados.
master suite, que cobre todo o terceiro piso (cerca de 200 m2), beneficia de uma vista impressionante sobre o oceano a partir do seu espaçoso terraço com 25 metros de largura.
Além da master suite, o luxuoso iate beneficia ainda de mais cinco suites, todas localizadas no segundo andar, duas das quais com acesso direto para o terraço. No total, cada um dos 12 hóspedes pode usufruir de uma área de 280 m2.
why-yacht-hermes-4
why-yacht-hermes-5
As áreas comuns são iluminadas com duas fontes de luz natural e são todas organizadas à volta de um enorme salão com sala de cinema, sala de música e uma sala de jantar que se abre diretamente para o mar. O iate tem ainda um spa provido de luz natural e uma piscina.
Estes atributos, aliados ao luxo e ao seu incrível design fazem do WHY um verdadeiro iate topo de gama.
why-yacht-hermes-6
why-yacht-hermes-7
 Iate Oculus
iate Oculus foi desenhado de maneira a representar a mandíbula e cavidades oculares dos grandes peixes e mamíferos marinhos. O fato é que o Oculus se parece bastante com uma Cachalote. Suas linhas são suaves e o perfil fino propicia um ar elegante e aerodinâmico.
Os seus 76 metros de comprimento foram pensados para acomodar 12 pessoas com todo o luxo e conforto que um iate pode oferecer.
No seu interior podemos encontrar áreas bastante amplas e luxuosas, um elevador e uma área privada para o dono com todas as comodidades. O preço é de 65 mihões de Euros e, segundoSchopfer, existem já dois potenciais sortudos compradores.
Oculus_yacht_1
Oculus_yacht_2
Oculus_yacht_3
Oculus_yacht_4
Oculus_yacht_5
Iate Infinitas
Infinitas, projetado pelo mesmo arquiteto que o Oculus, Kevin Schopfer, é um iate de cerca de 91 metros de comprimento com capacidade para 12 pessoas. O seu design arrojado foi inspirado pelo símbolo do infinito.
Os seus interiores minimalistas e sofisticados incluem uma moderna sala de estar, sala de jantar, cozinha, várias suites para os hóspedes e um piso inteiro reservado ao dono do iate. Possui ainda vários decks, um heliporto e uma piscina.
Para os interessados, o seu preço ronda os 97 milhões de Euros.
Infinitas_yacht_1
Infinitas_yacht_2
Infinitas_yacht_3
Infinitas_yacht_4

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Ar quente ou frio?


10 Casos de maternidade mais invulgares do mundo


Mãe do maior número de bebés vivos de um único parto (8 bebés)
Nadya Doud-Suleman Gutierrez
Conhecida como a “Octomae” pela imprensa, Nadya Doud-Suleman Gutierrez, tornou-se numa estrela internacional, depois de ter dado à luz a 8 bebés vivos em Janeiro deste ano. Este é o segundo caso de sucesso do nascimento de 8 gémeos vivos nos EUA e o primeiro a acontecer nos últimos 10 anos no mundo inteiro. O primeiro caso deste género aconteceu em 1998, no entanto, um dos bebés morreu uma semana após o nascimento. Suleman, uma mãe solteira e desempregada, tem já 6 filhos todos concebidos através de fertilização in vitro.
A mãe mais jovem do mundo (5 anos)
Lina Medina
Lina Medina é a mãe mais jovem já confirmada na história da medicina, tendo engravidado aos 4 anos e 8 meses. O seu filho nasceu quando Lina tinha apenas, 5 anos, 7 meses e 21 dias.
Nascida em Ticrapo, Peru, Medina foi levada pelos pais ao médico, quando estes se aperceberam do aumento anormal do seu abdómen. Inicialmente pensou-se que fosse um tumor, ideia que foi rapidamente descartada pelo Dr. Gerardo Lozada que a levou para Lima, capital do Peru, para que outros especialistas confirmassem a gravidez antes da cirurgia. Seu filho nasceu com 2,7 quilogramas e recebeu o nome de Gerardo, em homenagem ao médico que realizou a operação.
Esse caso foi reportado em detalhe pelo Dr. Edmundo Escomel para La Presse Medicale. Segundo o Dr. Escomel a sua menstruação teria ocorrido aos 8 meses de idade e seus seios teriam começado a desenvolver-se aos 4 anos. Aos 5 anos, sua aparência demonstrava alargamento pélvico e maturação óssea avançada.
Nunca se chegou a saber quem era o pai de Gerardo, já que Lina nunca quis revelar o seu nome.
Mãe primípara mais velha do mundo (70 anos)
Rajo Devi Lohan
Depois de quarenta anos a aguardar pelo seu primeiro filho, a indiana Rajo Devi Lohan, de 70 anos, finalmente realizou o seu desejo ao dar à luz em Novembro de 2008 a uma menina.
Rajo diz que foi um presente de Deus poder finalmente segurar um filho seu nos braços e afirma que pretende amamentar durante, pelo menos, três anos.
Para poder realizar o seu sonho de se tornar mãe, Rajo e o marido venderam dois bois, pediram um empréstimo e hipotecaram os seus campos de arroz, trigo e cana-de-açúcar para pagarem a fertilização in vitro.
A mãe com o maior número de filhos (69)
famiglianumerosa
De acordo com o Livro de Recordes do Guiness, a mulher com o maior número de filhos foi uma camponesa de Shuya, Rússia, conhecida apenas como a “mulher do Fiodor Vassilyev”. Esta camponesa deu à luz a 69 filhos frutos de 27 gravidezes.
Sra. Vassiley, que viveu no século XVIII, deu à luz 16 pares de gémeos, 7 conjuntos de trigémeos e 4 conjuntos de quadrigémeos. No total, esteve 20 anos grávida e nunca teve um filho único.
O primeiro transsexual masculino a ser mãe
Thomas Beatie
Thomas Beatie nasceu mulher e, desde que resolveu mudar de sexo, submeteu-se a tratamentos de testosterona. Eliminou os peitos femininos e teve a sua última menstruação há mais de dez anos. Resolveu contudo conservar os seus órgãos reprodutores.
Visto que a sua mulher Nancy não podia ter filhos, fruto de uma histerectomia a que foi sujeita há 20 anos, Beatie resolveu recorrer à inseminação artificial e a um banco de esperma, tendo ainda suspendido os tratamentos de testosterona durante quatro meses. A primeira filha do casal, Susan, nasceu a 28 de Junho de 2008 e o segundo nasceu a 9 de Junho de 2009, ambos por cesariana.
“Ter um filho biológico não é um desejo masculino ou feminino, é um desejo humano”, afirmou num artigo publicado na revista norte-americana para a comunidade gay “The Advocate”.
Mãe de gémeos mais velha do mundo
Omkari Panwar
Omkari Panwar de 70 anos, mãe de duas filhas já adultas e avó de 5 netos, é a mãe de gémeos mais velha do mundo. Panwar e o seu marido Charan Singh Panwar de 77 anos, venderam os seus búfalos, hipotecaram a casa, pediram um empréstimo ao banco e ainda gastaram todas as poupanças de uma vida para poderem fazer fertilização in vitro e tentarem realizar o desejo de ter um filho homem.
“Ser a mãe mais de gémeos mais velha do mundo não significa nada para mim, eu apenas quero ver os meus bebes e tratar deles enquanto ainda posso.” Disse Omkari depois de dar a luz.
Mãe Barriga de aluguer com maior número de filhos em 13 anos
Carole Horlock
A barriga de aluguer Carole Horlock, de 42 anos, deu à luz a 12 bebés em apenas 13 anos, incluindo um grupo de trigémeos. Numa entrevista à ABC News, Carol disse que quando começou a ser barriga de aluguer, esperava fazê-lo apenas uma vez, mas gostou tanto que, mesmo antes de dar à luz o primeiro bebé já queria repetir a experiência.” As barrigas de aluguer recebem uma média de 20 mil Euros pelos seus serviços, mas nem tudo é um mar de rosas, pois o serviço inclui os enjoos matinais, as cesarianas, o repouso, e as estrias para além do seu próprio pai mal lhe falar por achar que Horlock está a abrir mão dos seus netos.
A mais pequena mãe do mundo
Stacey Herald
Stacey Herald de 71,12cm é mãe de três filhos que nasceram com metade do seu tamanho. Stacey de 35 anos, nasceu em Dry Ridge, Kentucky no EUA e sofre de Osteogénese Imperfeita, doença genética caracterizada pela falta de colagénio o que faz com que os ossos se tornem anormalmente quebradiços.
Quando casou com Will em 2004 o casal estava ansioso por ter filhos e ficou muito desiludido quando os médicos lhe disseram que engravidar  poderia pôr em risco a sua vida, uma vez que o tamanho dos bebés poderia esmagar os seus órgãos.
Oito meses depois de ter consultado os médicos, descobriu que estava grávida e decidiu corajosamente levar a gravidez adiante, contra os conselhos dos médicos e da própria família.
“E um milagre que eu esteja aqui, que tenha uma vida, porque e que isto não pode ser um milagra também?” Disse Stacey à mãe aquando da sua primeira gravidez.
Mãe do bebé mais pequeno do mundo
Rumaisa Rahman
Mahajabeen Sheikh deu à luz a Rumaisa Rahman em Setembro de 2004. O seu bebé de 25 semanas e 6 dias, media apenas 25 cm e pesava cerca de 250 gramas (menos do que uma lata de cerveja) quando nasceu.
Com uma irmã gémea, Hiba, que nasceu com 600 gramas, Rumaisa vive agora com os seus pais e irmã em Hanover Park e é uma criança saudável.
Mãe com o maior intervalo entre filhos (41 anos)
Elizabeth Ann Buttle
Elizabeth Ann Buttle foi mãe de dois filhos, Belinda e Joseph, o que por si só não é nada de especial. O que é realmente incrível é o facto dos seus dois filhos terem uma diferença de idade de 41 anos e 185 dias.
Belinda nasceu a 19 de Maio de 1956, quando Ann tinha 19 anos e Joseph a 20 de Novembro de 1997, quando Ann tinha 60 anos.

Fogo na lareira para o ano todo


Mais de 2 anos no F-5 esperando resposta...


Essa mãe se refere a músculos ou coisa menor?


Remake automotivo: eles estão de volta

.